sábado, 21 de novembro de 2009

Poema do Filme "10 Coisas que eu odeio em você"



Odeio o modo como fala comigo

E como corta o cabelo
Odeio como dirigi o meu carro

E odeio seu desmazelo

Odeio suas enormes botas de combate

E como consegue ler minha mente

Eu odeio tanto isso em você

Que até me sinto doente

Odeio como está sempre certo

E odeio quando você mente
Odeio quando me faz rir muito
Ainda mais quando me faz chorar...

Odeio quando não está por perto
E o fato de não me ligar

Mas eu odeio principalmente

Não conseguir te odiar

Nem um pouco

Nem mesmo por um segundo

Nem mesmo só por te odiar.


10 coisas que eu odeio em Você.

16 comentários:

  1. Ah esse poema é lindo lembra o fato de eu nao conseguir odiar a pessoa que ao mesmo tempo me faz rir e chorar!!!Deus abençoe vcs

    ResponderExcluir
  2. Adoro o filme e sou muito fã, so que tipo esse poema e a coisa mas linda....

    Meu namoro começou assim eu odiando o cara e depois vimos que tinhamos coisa em comuns e coisas que um e o outro poderiam aprender a gosta...

    ResponderExcluir
  3. Eu amo esse poema ele é muito show

    ResponderExcluir
  4. PERFEITOOOOOOOOOOOOOOO ESSE POEMA, ESSE FILME! TUUUUUUUDO LINDOOOOO! AMOOO MAIS QUE TUDO! MELHOR FILME DA MINHA VIDA! sz'

    ResponderExcluir
  5. esse poema marcou a fase mais inesquecivel da minha e msm qe tentasse jamais conseguiria odiar aquilo que só sei amar.....

    ResponderExcluir
  6. Detesto quando você me olha como se eu fosse à causa de todos seus transtornos, odeio quando você se fecha tentando mostrar para si mesma que é capaz de reter os sentimentos que anseiam por liberdade dentro do peito, fico apreensivo quando você simplesmente age como se tudo fosse normal, mesmo sabendo que por dentro esta lutando para não dizer nada, me irrito quando você olha nos meus olhos e diz que esta tudo bem, mesmo me dizendo no olhar que não gostou nada do que aconteceu, odeio a forma como você tenta chamar minha atenção com descrições sarcásticas, odeio simplesmente o fato de não conseguir lhe odiar nem por um segundo, nem por um instante, e saber ao olhar em seus olhos a plena certeza de que você é quem eu sempre idealizei em minha vida dês de sempre. (Daniel Alexandre.)

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. haaa o amor começa no odio mas sempre termina no amor

    ResponderExcluir
  9. gente segue la outro blog q tbm fala de amor e odio http://yasmimteamaj.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Esse é um dos meus filmes favoritos, e quanto ao poema, ele simplesmente expressa muito mais do que esta escrito. Mostra que na ironia do amor, o odio é o amor, pelo simples fato de não se poder odiar.

    ResponderExcluir
  11. Um dos melhores que eu já li! :D
    twitter> @ivanzitosales

    ResponderExcluir
  12. É REALMENTE AMAR É UM POSSO DE DUVIDAS E UMA LEVE BRISA DE AMARGURA MAS COM CERTEZA É ALGO PRA VIDA TODA!

    ResponderExcluir
  13. Annnnnnw

    Via: dage

    mas amo esse poema *-* :')

    ResponderExcluir

Comentários são bem vindos.

"Ou encontraremos uma fórmula ou inventaremos!"